Coworking pensado para mães e filhos

 

Curitiba vai ganhar um novo coworking e ele tem uma particularidade que o torna bem especial: é um espaço pensado para que as mães possam seguir suas carreiras sem ficar longe dos filhos. O Mamaworking se propõe a ser um local de trabalho em que as mães possam fazer intervalos frequentes para participar ativamente da rotina dos filhos, incluindo abrir um espaço na agenda para brincar e amamentar.

Criado pelo casal Marcos e Valquíria Pamplona, a ideia é ter um ambiente exclusivo para os coworkers (pais também são aceitos!), outro para as crianças e ainda um terceiro ambiente pensado para a convivência de pais e bebês. Enquanto a mãe trabalha e utiliza os serviços de um coworking tradicional, as crianças participam de um projeto de aprendizagem criado pela doutora em Educação, Andrea Cordeiro.

Eles também vão oferecer almoço (com uma pegada orgânica, inclusive servindo papinhas e outras opções para bebês) e um programa de encontros e cursos voltados para o desenvolvimento profissional. O Mamaworking ainda não foi inaugurado, mas já está aceitando inscrições. Para mais informações, entre em contato pelo site www.mamaworking.com.br ou pelos telefones  (41) 3022-0932 ou (41) 96471677.

Espaço familiar

No início do ano, São Paulo também ganhou um coworking familiar. O Casa de Viver, idealizado por Carina Lucindo Borrego, foi o primeiro do Brasil a pensar nesse conceito de pais e filhos ocupando o mesmo ambiente. A ideia é ser um espaço colaborativo, onde famílias possam trabalhar e conviver em harmonia. O Casa de Viver tem como objetivo desfragmentar as vidas, fortalecer as relações, trazer mais realização e satisfação.

Inspiração

A inspiração veio de fora. Estados Unidos, Itália e Inglaterra são países que proporcionam esse tipo de convivência há mais tempo. Em Milão, o coworking Piano C, criado e pensado para mulheres com filhos, oferece além das facilidades do escritório, um serviço de babá compartilhada. O projeto é tão inovador que ganhou um prêmio internacional antes mesmo de abrir: foi considerado pelo Banco Europeu de Investimentos o melhor “Projeto de Inovação Social da Europa”.

Deixe uma resposta