5 dicas para viajar e trabalhar

10 entre 10 adeptos do home office classificariam a liberdade como uma das principais vantagens desse método. É sempre uma das minhas respostas e também é o que eu geralmente escuto quando converso com outros colegas na mesma situação. Essa facilidade de planejar a rotina da melhor forma possível permite que você possa organizar sua vida e seu trabalho de forma complementares, sem precisar abrir mão de um ou de outro. O trabalho remoto proporciona experiências como marcar uma reunião em um café na segunda-feira, produzir conteúdo utilizando um espaço de coworking na quarta-feira e ficar trabalhando em casa o resto da semana. Simplesmente porque não faz diferença. Nesse formato, o que importa mesmo é a entrega.

E é por isso que muita gente acaba viajando muito mais quando adere ao home office. É muito mais fácil encaixar viagens curtas na rotina. E isso não quer dizer que você vai abandonar seus clientes ou deixar de trabalhar. Mas é preciso seguir algumas regras, ser bem organizado e lembrar sempre: não existe mais horário de trabalho e horário de diversão. Tudo funciona junto, ao mesmo tempo, e é ótimo! Por isso reunimos cinco dicas básicas para quem quer apostar ainda mais no home office, não só na sua cidade local, mas também no mundo todo.

01 – Programe-se.

Não é porque você trabalha em casa que pode aceitar todos os convites de viagem que aparecem pela frente! Quem nunca recebeu uma ligação no meio do dia dizendo: “Já que você pode trabalhar de qualquer lugar, vamos passar a semana na _____ (praia, campo, serra ou qualquer outro lugar)?”. Nem sempre dá e algumas vezes, aceitar esse tipo de convite, vai trazer muita dor de cabeça. E se você chegar lá e não tiver Internet? E se o local for muito barulhento e você não conseguir se concentrar para entregar um relatório no prazo? Então organize-se! Saiba exatamente onde você vai ficar, conheça a rotina do lugar, pense em quais horários você vai poder trabalhar e como vai fazer para atender alguma emergência dos clientes, afinal de contas, você não está de férias e sim apenas trabalhando em outro lugar.

02 – Aproveite o tempo livre para trabalhar.

Sabe aqueles minutos em que todo mundo aproveita para utilizar as redes sociais ou jogar Candy Crush? Trabalhe! As horas de espera no aeroporto? Trabalhe! O tédio da viagem de avião ou de carro/ônibus? Trabalhe! Só somando esses pequenos momentos, são várias horas de trabalho durante o dia. E o melhor, sem abrir mão de nenhuma curtição turística. Outra boa dica é aproveitar para responder os e-mails e colocar tudo em ordem enquanto seus companheiros de viagem dormem. Pode até ser mais cansativo, mas vai garantir que você se divirta no passeio e não deixe nenhum cliente na mão.

03 – Seja discreto.

Infelizmente, nem todo mundo entende a flexibilidade de horários e os benefícios que ela nos proporciona. Quer viver feliz, trabalhando e viajando pelo mundo sempre que a conta bancária permitir? Seja discreto. Sim, isso quer dizer: publique muito pouco ou quase nada nas suas redes pessoais.  Sempre tem o colega engraçadinho que vai fazer uma piadinha e pode queimar seu filme profissionalmente.

04 – Procure oportunidades.

Arejar a cabeça é uma ótima porta para insights criativos! Fique atento a tudo o que for novidade e conheça novas experiências. Desde o atendimento do hotel, ao serviço do restaurante, passando pelas conversas com taxistas e vendedores ambulantes. Tudo é novo, fora do comum e pode fazer acender a lâmpada da nova ideia. Esteja aberto.

05 – Esteja conectado 100% do tempo.

Isso é o que vai garantir sua segurança e tranquilidade durante a viagem. Praia? Certifique-se de que o 3G funciona direitinho e faça uma força para escolher um local com wi-fi disponível. Hotel? Quase todos oferecem conexão grátis durante sua estadia, mas se não for o caso, pague por ela, pois você vai precisar. Se você estiver no exterior, pesquise antes sobre a possibilidade de compra de um chip pré-pago de uma operadora local. Ter 3G disponível o tempo todo vai fazer com que você possa aproveitar o dia inteiro na rua, respondendo e-mails e mantendo absoluto controle sobre o trabalho.

Deixe uma resposta