Organize suas finanças, freela!

Foto: Marcos Santos / USP Imagens

A grande maioria das pessoas que trabalham no formato home office são freelancers ou donos da sua própria empresa. Nós sabemos bem que um dos grandes pontos negativos pode ser justamente a sua relação com o dinheiro. Desde cobrar justamente até organizar suas finanças para que uma crise não abale sua estabilidade.

Quando você trabalha para si mesmo, é muito mais divertido fazer um trabalho bem bacana e criativo para um cliente do que administrar o dinheiro e despesas. Aí é que mora um dos problemas! Como você não está mantendo o controle de como está gastando seu dinheiro, tanto pessoalmente e para o seu negócio, vai acabar tendo que fazer render mais para virar um lucro. Algumas dicas do TNW podem ser bem úteis:

01 – Tenha um salário
Mesmo que você seja seu próprio negócio, nada impede que você tenha uma retirada/salário fixo todo mês. Não sabe como calcular? É fácil. Pegue o valor médio do quanto você faturou no mês passado. Calcule 70% disso para o seu salário. Com os outros 30%, aproveite para pagar impostos ou investir na sua própria divulgação/empresa.

02 – Mantenha o controle de tudo
Você pode usar um software de orçamentação sofisticado ou você pode usar uma planilha mensal. Nela, anote sua renda e suas despesas do mês. A partir daí você pode ver se você está gastando muito e para onde o dinheiro está indo.

Finanças - Adoro Home Office

Foto: divulgação

03 – Conheça suas necessidades básicas
Descubra quanto você gasta com aluguel, alimentação e outras despesas fixas. Idealmente, você precisa ganhar mais ou menos o dobro disso. Se isso não está acontecendo, talvez seja a hora de economizar um pouco com os gastos fixos.

04 – Tenha uma reserva
Economize 10% do que você ganha para um imprevisto. É esse dinheiro que vai salvar você caso fique doente por alguns dias, caso algum cliente tenha um problema e precise encerrar o contrato ou para enfrentar uma crise global.

Finanças - Adoro Home Office

Foto: Stock Photo

05 – Priorize gastos
Se você precisa gastar dinheiro com muitas coisas (pessoal e profissionalmente), faça uma lista e coloque sempre por ordem de prioridade.

06 – Aprenda a economizar
Você pode economizar em muitas frentes. Evite gastar com ligações longas para reuniões e prefira utilizar o Skype, por exemplo. Quem precisa de tv a cabo com YouTube e NetFlix? Se você está em casa, pode economizar comprando ingredientes e preparando algumas coisas em casa.

07 – Diversifique sua renda
Como freelancer, você é quem decide como e de onde vem o dinheiro. Não há quem impeça você de olhar para múltiplas fontes de renda. Além de atender os clientes, você também pode prestar consultoria, escrever artigos e ministrar cursos.

Resumindo:

– Tenha uma salário. Não importa que a sua entrada varia mensalmente e que você é o único funcionário da empresa.

– Conheça suas receitas e despesas de cada mês e fique de olho nelas.

– Guarde dinheiro para emergências. Shit happens.

– Lembre-se qual é o objetivo de ganhar dinheiro. A vida é muito mais do que trabalho e planilhas. :)

  • Boas dicas.

    Viver com a incerteza de renda como freelancer realmente exige mais organização.