Prefeitura de SP adota home office

A partir de setembro os funcionários da Prefeitura de São Paulo estão liberados para trabalhar em casa. O sistema home office será adotado na Secretaria de Finanças de Desenvolvimento Econômico com o objetivo de reduzir custos de infraestrutura e aumentar a produtividade.

Os servidores que cuidam do sistema de computadores da Prefeitura serão os primeiros a testar o novo modelo. Aqueles que forem escolhidos para fazer home office terão uma meta de desempenho 20% maior do que a de quem fica no escritório e devem se organizar para trabalhar entre 8h e 19h, mesmo em casa. Será exigido também que o colaborador cumpra pelo menos 8 horas por semana nas dependências da Prefeitura.

A frequência, explica o secretário Rogério Ceron de Oliveira, será controlada através do acesso do servidor ao sistema eletrônico, onde será possível monitorar se de fato está sendo desempenhada a atividade.

Não poderão trabalhar de casa os funcionários que tenham sido repreendidos ou suspensos nos últimos dois anos, nem aqueles que tiveram faltas injustificadas nos últimos 12 meses.

A adoção do sistema home office está sendo vista com otimismo na Secretaria. “Às vezes, no trabalho do dia a dia, a gente precisa ficar mais focado, concentrado. Eu acho que em casa conseguimos fazer isso melhor”, disse Paula Piantino Vitiritti, uma das servidoras do setor. “É importante não ficar isolado, vir com frequência e trabalhar em equipe como a gente costuma”, acrescentou Lucas Marques.

As informações são do G1.