Verdades e mitos sobre roteadores

roteadores rede wifi

Depois do não muito bem sucedido teste da latinha no roteador, era chegada a hora de procurar um especialista. O Adoro Home Office conversou com Rodrigo Paiva, gerente de produtos da D-Link, que deu dicas bem legais sobre a escolha do melhor roteador para o home office e as formas de melhorar a rede wi-fi.

1. Roteadores com mais de uma antena são melhores?

Sim. Quanto maior o número de antenas, maior será a capacidade do roteador em transmitir e receber dados na rede Wi-Fi. A D-Link conta em seu portfólio com roteadores que possuem até 6 antenas externas de alta potência, como o Ultra Roteador DIR-890L que tem velocidade de até 3200Mbps (20x mais rápido que o roteador wireless mais vendido no mercado).

2. Existe um tempo de vida útil do roteador?

O tempo de vida útil de um roteador varia conforme sua tecnologia e capacidade de transmissão, além claro de tudo que o cerca. Atualmente, podemos estimar que mais de 90% dos roteadores instalados no Brasil estão defasados em tecnologia e poderiam ser substituídos por roteadores mais rápidos, que devem suportar as novas aplicações de conexão de múltiplos dispositivos e suporte para demandas de informação audiovisuais – como vídeos e filmes online.

3. Circulam por aí vários “truques” para melhorar o wi-fi, como o da lata de alumínio na antena do roteador. É um mito ou a latinha pode mesmo melhorar o sinal?

Pode melhorar sim, mas claro que não é a melhor solução e nem é recomendada pelos fabricantes. Se o problema está na cobertura/alcance de sinal, a recomendação é a instalação de repetidores. Atualmente há duas categorias: repetidores convencionais e repetidores com tecnologia Powerline, que fazem uso da rede elétrica para expandir o sinal de um roteador wireless; Se o problema é com velocidade do sinal, a recomendação é a troca do roteador atual, ou mesmo a adição de um novo roteador com a banda AC para trabalhar em conjunto com o roteador que é oferecido pelo provedor de Internet contratado.

4. É verdade que o sinal é melhor se o roteador estiver posicionado mais próximo ao chão?

Não, a recomendação é que o roteador fique fisicamente instalado no ponto mais alto do ambiente, para que o seu sinal seja melhor espalhado pelo ambiente com o mínimo de interferência de obstáculos (móveis em geral).

5. O que devo considerar na hora de escolher um roteador para o meu home office?

Basta se atentar a 3 fatores: 1) Qual a velocidade da conexão de internet contratada – dependendo da situação, o roteador wireless pode limitar a utilização máxima do link; 2) Quantos dispositivos irão se conectar ao roteador – engana-se o consumidor que pensa que somente o seu notebook será conectado ao roteador wireless; tablets, smartphones, smart TVs, video games e outros dispositivos que possuem a tecnologia Wi-Fi necessitam de um roteador mais rápido para melhor performance; 3) Qual o tamanho do meu ambiente* (v – uma das principais preocupações das pessoas é com o alcance do sinal Wi-Fi, e se atentar ao fator ambiente é fundamental para escolher o melhor roteador wireless.

Para ajudar os consumidores com estas dúvidas, a D-Link disponibiliza o quadro abaixo de recomendações:

dicas d-link roteadores e wi-fi 2

dicas d-link roteadores e wi-fi

 

Deixe uma resposta