Home Agent: home office poupa 60 dias

home agent home office

Empresa de call center estima que funcionários economizam até 4 horas por dia com o home office e chegam a produzir até 30% mais (Imagem Via)

A Home Agent, empresa de call center que trabalha exclusivamente com sistema home office, poupou 5 mil dias em tempo livre a seus operadores em 2015. O cálculo considerou o total de horas que os funcionários da empresa deixaram de gastar em transporte público ao longo do ano, divididos entre os Estados de São Paulo e Rio de Janeiro.

Por trabalharem em casa, cada funcionário da Home Agent ganha, em média, quatro horas por dia em tempo livre. Ou seja, até 60 dias por ano. “Acreditamos que pessoas felizes trabalham melhor. Com a adoção do home office, nossos operadores produzem, em média, 30% a mais que no call center tradicional”, afirma Fabio Boucinhas, CEO da empresa.

Além de a produtividade aumentar significativamente, o turnover da Home Agent fica entre 0 e 2%, marca considerada muito abaixo da média do mercado, enquanto que as faltas ao trabalho ficam em torno de 3%, ante 10% no modelo convencional. “Temos alguns casos em que a equipe da Home Agent chega a ter 40% a mais de produtividade que a equipe própria de nosso cliente”, conta Boucinhas

Dados de pesquisas de satisfação realizadas com os operadores trazem percentuais bem altos: 98% dos funcionários afirma ter mais qualidade de vida; 93% se diz satisfeito com a empresa; 63,9% está mais próximo da família; 57,8% se alimenta melhor; e 53% passou a se dedicar aos estudos.

Home office atrai profissionais qualificados

A Home Agent oferece uma solução qualificada de atendimento ao cliente, mais eficiente, e conectada com as principais questões das grandes cidades: mobilidade, economia e qualidade de vida. A empresa possui em sua cartela de clientes FordDr. Consulta e Seguradora Líder DPVAT, entre outros.

Diante desses números, a Home Agent consegue atrair profissionais mais maduros e qualificados. A média de idade de seus operadores é de 32 anos, ante 25 anos no mercado. Além disso, 61% está cursando ou possui ensino superior completo. “Conseguimos ter acesso a pessoas que normalmente não estão disponíveis para o mercado de atendimento, como profissionais de alta qualificação, ou que não sairiam de casa para trabalhar, como mães com filhos pequenos”, afirma o CEO.

O home office ainda ajuda a selecionar operadores que residem na mesma região de atendimento do cliente, mas que não se deslocariam para um call center tradicional por conta da distância. Além disso, flexibiliza a gestão de escalas, em razão da facilidade em acessar um funcionário que trabalha em casa.

Facilidade na expansão

A Home Agent não tem restrições físicas para crescer. “Como não precisamos de um espaço específico para alocar nossos operadores é bem mais fácil expandir nossas operações”, diz Boucinhas.

Além de resolver a questão da mobilidade urbana para seus funcionários, a empresa ainda aumenta o empoderamento das comunidades em que eles vivem, já que trabalhando perto de casa a tendência é consumir mais na mesma região.

E o meio ambiente também agradece: com o fim do deslocamento dos empregados, a Home Agent evitará a emissão de 55 toneladas de CO² neste ano, o equivalente a 80 mil viagens. Se todo o mercado de call center adotasse a mesma prática, a economia seria 864 mil toneladas no mesmo período.

Sobre a Home Agent

Criada em 2011, a Home Agent é um spin-off do Grupo Boucinhas, que atua há 68 anos no mercado. A empresa já foi premiada 5 vezes na categoria Responsabilidade Social em associações e empresas de telesserviços no Brasil (ABT) e na América Latina.

Deixe uma resposta