Flexibilidade é a palavra preferida dos freelas

(via Visual Hunt)

Uma nova pesquisa realizada pela Toptal trouxe alguns insights sobre um segmento específico de freelas: desenvolvedores de software e designers. A pesquisa “2016 Freelancer Lifestyle” mostra o crescente números de trabalhadores contratados que gostam de aproveitar a flexibilidade do formato freelancer e não sentem falta de trabalhar em um ambiente de escritório tradicional .

De 2 mil entrevistados, descobriu-se que 93% dos freelas adoram o estilo de vida flexível e que apenas 7% sentem falta do escritório. Outro dado é que 13% deles não voltariam a trabalhar em um ambiente tradicional, enquanto 46% disseram que voltariam apenas se fosse o trabalho dos sonhos.

O trabalho independente deve crescer cerca de 25% até 2020, atingindo um total de 40 milhões de pessoas. A pesquisa da Toptal mostrou também que 95% dos trabalhadores se sentem mais produtivos trabalhando remotamente. 41% relatou que costuma trabalhar em horário comercial e 42% disse que trabalha mais horas, mas faz pausas frequentes durante o dia.

Uma curiosidade da pesquisa está relacionada com  a convivência familiar. 31% optou por ser freelancer justamente para passar mais tempo com os filhos e 66% acredita que as crianças são melhores com a presença dos pais em casa.

*Traduzido e adaptado de SpendMatters.

Deixe uma resposta