Coworking: o que avaliar ao escolher um espaço

Os coworkings estão se multiplicando e, ao menos nas grandes cidades, existem inúmeras opções para escolher. E então, como saber qual espaço é o ideal para você? Além do preço e localização, obviamente, um fator muitas vezes esquecido, e que deve sim ser considerado, é o que diz respeito às características do próprio espaço.

De acordo com Wendy Nuñez-Formickella, especialista em design de espaços de trabalho, o local de trabalho tem 100% de influência na relação produtividade, fluxo de trabalho e criatividade. “Quando você trabalha em um lugar que não é confortável, bem iluminado ou onde o ar não está fluindo adequadamente, isso pesa no seu bem-estar”.

É preciso ter em mente que os espaços de coworking podem servir como uma espécie de santuário longe das distrações de casa, o que torna o layout e o design ainda mais importantes. Por isso, vale conferir as dicas de Wendy sobre o que considerar ao avaliar o espaço físico do seu novo local de trabalho.

Acessibilidade e design das áreas comuns

Cozinhas, copas e banheiros são muito importantes em um espaço compartilhado. Preste atenção na distância dos banheiros e nos outros caminhos que precisará percorrer no coworking.

Em seguida, observe os materiais utilizados nas áreas. Estamos vendo muita madeira em espaços de coworking, pois até pouco tempo tudo era muito branco e feito de metal. Nestes ambientes abertos é importante a sensação de aconchego, e a maneira mais fácil de proporcionar isso é trazendo elementos naturais para dentro, especialmente quando as pessoas estão a trabalhar durante longas horas.

Opções de privacidade

Mesmo em um espaço compartilhado, um pouco de privacidade é necessário. Descubra se existem salas privadas disponíveis, e se você pode mudar os móveis ao redor ou utilizar painéis temporários para fornecer limites em áreas abertas para a reunião. Há espaços de apoio menores para conversas? Há formas de obter mais privacidade dentro da própria área de trabalho?

Oportunidades de networking

O coworking 2.0 significa muito mais do que encontrar um lugar para estacionar o seu notebook. O networking e o senso de comunidade são aspectos essenciais na hora de aderir a um espaço. Como são os eventos promovidos pelo coworking? Existe uma área comum dentro do espaço? Quais são as expectativas para interação? Procure entender não apenas o layout do espaço, mas as expectativas para a sua utilização.

Atmosfera e estética

Quando Nuñez projeta um espaço, ela sempre pensa em uma linha de visão – para que todos possam usufruir da sensação de janelas abertas, independente do local onde sentam – e de boa iluminação. “Gosto de criar uma altura de teto dinâmica, de modo que se possa entrar em uma grande área aberta, como se o fluxo de ideias estivesse alí. Se você está vindo por um caminho e pode entrar de repente em uma área aberta, isso é muito criativo e inspirador. São pequenos detalhes que podem fazer você se sentir mais em casa”.

* Traduzido e adaptado de “Coworking by Design, publicado originalmente no Metro.

** Publicado originalmente em Interualla.co.