Metade da população fará home office em 2020?

HOM - Home Office Management 2

O trabalho remoto é a onda do futuro. E não estamos falando de uma era futurista, mas de um intervalo de seis anos. Uma pesquisa recente realizada entre líderes da Global Leadership Summit em Londres mostra que 34% deles acreditam que mais da metade da empresa estará trabalhando remotamente em 2020. E outros 25% afirmam que mais de 3/4 dos colaboradores não iria funcionar em um escritório tradicional em 2020.

Os números parecem controversos quando analisamos que em muitas organizações trabalhar de casa um ou dois dias por semana ainda é considerado um grande benefício que precisa ser negociado, mas é só questão de revermos a definição de trabalho remoto. “Eu diria que 99% das pessoas já estão trabalhando remotamente na medida em que levam trabalho para casa. Eu acho que só não é formalizado por parte do empregador ou do empregado”, argumetna Sara Sutton, CEO da FlexJobs, em entrevista ao Fast Company.

A forma de trabalho dos Millennials

Outro tema frequente na Global Leadership Summit, diz Adam Kingl, diretor de soluções de aprendizagem na London Business School, foi a nova forma com que os Millennials estão encarando o trabalho.

A flexibilidade “é a principal razão que torna um trabalho atrativo”, afirma Kingl. “As pessoas querem tirar uma tarde de folga e compensar no sábado de manhã”. Com os trabalhadores mais jovens tendo a plena consciência de que é possível enviar um e-mail ou fazer uma ligação de qualquer lugar, a ideia de trabalhar de outra forma torna-se um requisito que as pessoas estão explicitamente procurando antes de aceitar um emprego. “Não se trata de uma vantagem ou recompensa”, salienta.

Outro ponto importante é que os Millennials estão agora na casa dos trinta anos e dando início à ocupação dos cargos de gestão. Isso significa que estão começando a se colocar como arquitetos da cultura local de trabalho e trazem consigo a consciência de que trabalhar de forma eficiente pode acontecer de qualquer lugar, a qualquer momento.

E quanto à inovação e colaboração?

Quando o assunto é home office, algumas empresas (tais como o Yahoo) são famosas por terem cancelado sua política de teletrabalho, argumentando que os colaboradores têm mais ideias quando estão fisicamente no mesmo espaço. E é claro que os participantes da Global Leadership Summit também consideram a inovação no local de trabalho como de alta prioridade.

O erro, aponta Sara, é pensar que o trabalhar remotamente e trabalhar na empresa são opções excludentes. “A maioria das pessoas pensam no trabalho remoto como tudo ou nada, mas é possível visitar clientes dois dias por semana e trabalhar remotamente, e em seguida trabalhar no escritório mais dois dias e quem sabe depois trabalhar um dia de casa”.

A alternativa permite interação com os colegas de trabalho, mas também permite que o colaborador tenha alguns dias para trabalhar focado. “”Eu não acho que 50% da força de trabalho estará trabalhando 100% remotamente até 2020, ou mesmo 2030. Mas até 2020 acredito que 50% da força de trabalho está trabalhando remotamente metade do tempo“, conclui.

 

* Traduzido e adaptado de Will Half Of People Be Working Remotely By 2020?, publicado no site Fast Company.

** Esse post faz parte da parceira entre a HOM e o Adoro Home Office. A HOM é uma empresa especializada em ajudar organizações a implantarem e gerenciarem novos modelos de trabalho a distância. Clique aqui para saber mais.

HOM - Home Office Management

Salvar