O que eu aprendi em um mês de Campus São Paulo

*Por Marcelo Sales / O Cara do Marketing

Nunca pensei que um dia eu trabalharia no Google. Esse foi o pensamento que passou pela minha cabeça quando estava na fila para ser membro do Campus São Paulo, a unidade brasileira do projeto Google for Entrepreneurs.

Localizado na Rua Coronel Oscar Porto, 70 no Paraíso, apenas algumas quadras da Avenida Paulista, o espaço foi idealizado pelo Google com o objetivo de incubar novas ideias, iniciativas, projetos, parcerias em nome do fortalecimento do empreendedorismo mundial. O prédio em São Paulo foi o sexto inaugurado no mundo. Os outros estão localizados em Madrid (Espanha), Londres (Inglaterra), Seoul (Coreia do Sul), Tel Aviv (Israel) e Warsaw (Polônia). O Brasil foi o escolhido para abrigar o primeiro Google Campus das Américas.

Como um bom curioso, logo na primeira semana de funcionamento eu fui testar. A primeira coisa a se fazer é se cadastrar no site para ser um membro. Depois, pegar uma fila e conseguir sua credencial de acesso. Para os curiosos que resolverem visitar, um conselho: cheguem cedo. O horário é das 9h00 às 19h00 mas lá pelas 9h50 já começa a encher de gente. Para evitar filas longas e garantir os melhores lugares, esteja no primeiro horário!

Dia 22 de junho foi o primeiro dia em que eu pisei no Campus, ou seja, um mês atrás. Desde então, a sede do Cara do Marketing tem sido uma mesa entre vários empreendedores, concentrados em seus notes, mergulhados em suas ideias de negócio, conectando-se com o mundo das mais diversas formas. Todos os dias, eu converso com uma pessoa diferente e tenho uma novas ideia. Todos os dias, eu volto para a casa com várias anotações no meu caderno. Estar no Campus do Google é um brainstorm constante – até na hora do café.

Por isso que eu tive a ideia de escrever esse post e compartilhar com vocês o que eu aprendi com esse um mês trabalhando no Campus São Paulo. Acredito que minhas experiências vão inspirá-los, de alguma maneira. E para quem ainda não conhece, aproveite e venha visitar. Quem sabe podemos marcar um café?

1º Pausas são importante para qualquer processo produtivo

o-cara-do-marketing-trabalho

Existem estudos à exaustão sobre como é importante realizar pausas mentais como intuito de aprimorar produtividade e o processo criativo. O tempo dessas pausas mentais pode resultar em potenciais ideias e, ainda, clarear soluções para problemas que pareciam insolúveis. Nesses curtos momentos, a mente fica desfocada e propensa a utilizar a intuição e a inovação.

google-campus-sao-paulo

Pensando nisso, o Google incorporou no projeto arquitetônico alguns espaços lúdicos exatamente para incentivar essas pausas. Logo no centro, existe uma mesa de sinuca e sofás aconchegantes convidam a dar um tempo nas atividades. Depois de alguns dias usufruindo do espaço, o meu cérebro estava mais descansado e eu, mais estimulado em todas as minhas atividades diárias.

2º Networking impulsiona qualquer negócio

o-cara-do-marketing-sinuca

Os espaços de coworking é um dos pilares da economia colaborativa. Além de estimular o compartilhamento de recursos, esses espaços proporcionam troca de experiências. Todos os frequentadores do Campus São Paulo estão dispostos a uma boa conversa, uma interação, a discutir algum ponto ou ainda agregar algum argumento a questão. Essa sinergia abastece e impulsiona qualquer ramo de negócio. Lá no Campus, o ambiente por si só já proporciona esse networking. Mas algumas vezes, essas interações extravasam o espaço físico do coworking e terminam em happy hours. Nesse mês, eu participei de dois eventos com o pessoal do Silicon Drinkabout ;D

o-cara-do-marketing-silicom-drinkabout-happy-hours

3º Nem todas as ideias são ideias

campus-sao-paulo-ideia

Nessas conversas com o mais variado tipo de pessoas, percebi que brasileiro é um povo muito criativo. São muitas ideias. No entanto, faltam ainda conhecimentos básicos sobre empreendedorismo. Conheci muita gente com iniciativa e espírito para mudar o mundo. No entanto, sem nenhum plano de negócio. Sem ter traçado um Canvas, sem pensar na concorrência, segmentação de mercado, precificação, nada. Isso me mostrou que somos uma nação ainda um pouco imatura nesse sentido. Mas estamos melhorando.

4º Visitas são importantes (feedbacks também)

o-cara-do-marketing-clientes

Eu recebi a visita dos idealizadores de duas novas propostas de negócios desenvolvidas junto com a Consultoria de Marketing Digital do Cara do Marketing. Primeiro, o casal Thiago e Carol do Pense Levemente foram conhecer o espaço – dois jovens com uma proposta muito interessante sobre como inspirar as pessoas a pensarem sobre seu estilo de vida. Depois, a coaching Aline Liparelli que em breve vai lançar seu novo projeto Vida Nova Todo Dia, passou para me dar algumas novas orientações e o feedback sobre meu trabalho.

o-cara-do-marketing-resultados-digitais

Também tiver o privilégio de receber a Paula Schaefer, Consultora de Novos Negócios da Resultados Digitais e responsável pelo planejamento e crescimento do O Cara do Marketing. Nossa parceria está rendendo ótimos frutos e eu só tenho que agradecer pela oportunidade de crescer e evoluir como profissional cada dia que passa. Apesar de hoje em dia a maior parte do nosso trabalho ser online, ainda é muito importante ter essas visitas físicas. E foi interessante recebê-los em um lugar tão inovador.

5º Nada como um bom café

o-cara-do-marketing-sofa-cafe

Agora meu dia não começa antes de comer uma broa de milho com uma manteiga quentinha e uma bom mocha acompanhado com uma água com gás. Essa é uma das opções do Sofá Café – o espaço que existe dentro do Campus para quem quer uma dose extra de ânimo logo pela manhã. Além de ser palco do meu café diário, o Sofá Café é o lugar onde acontece a maior parte dos encontros promovidos pelo aplicativo Beer or Coffee – uma ideia que eu tive o prazer de conhecer através da fundadora Roberta Vasconcellos. O app promove encontro entre pessoas que estejam interessadas a discutirem sobre determinado tópico. Vale a pena experimentar.

o-cara-do-marketing-beer-or-coffee

6º Estar sempre aberto a novas experiências

o-cara-do-marketing-ubercopter

Eu sou extremamente curioso por isso, acredito que não perderia a chance de experimentar algo novo. Mas confesso que estar dentro do Google me deu um incentivo extra para me abrir para experiências únicas. Por isso que um dia, à tarde, calhou de dar certo a minha volta de Ubercopter por São Paulo. Era o final da fase de experimentações e eu não perdi a chance de me cadastrar para dar uma volta aérea pela capital. Foi uma tarde incrível.

7º Frequentar um coworking demanda organização

campus-sao-paulo-vacas-amarela

Eu frequento coworking faz um certo tempo. Ao interagir com pessoas menos experientes, me dei conta de que muita gente acha que é necessário apenas um notebook e pronto. Acredite, ir em um espaço com muitas pessoas trabalhando ao mesmo tempo demanda uma certa organização. Primeiro, porque ás vezes não se consegue uma tomada. Por isso, é sempre estar com a bateria carregada e se possível, com uma extra.

o-cara-do-marketing-vaca-amarela

Depois, nem todas as tomadas vão ser adequadas para o seu computador. Se livre desse problema carregando um adaptador. Um fone de ouvido é extremamente útil para evitar distrações. E mesmo que você esteja em uma zona de silêncio (como a sala das vacas amarela penduradas no teto…) estar escutando algo é um código interno de “estou ocupado”. Nem as pessoas conhecem as regras de compartilhamento de espaços públicos – então algumas vezes é necessário ter jogo de cintura para evitar constrangimentos.

Pois é, esse foi um resumo do meu primeiro mês no Campus São Paulo! E tenho certeza que nos próximos meses, acontecerão muitas coisas interessantes. Pode deixar que eu vou continuar compartilhando tudo com vocês!

O blog do Cara do Marketing tem uma sessão bem legal sobre empreendedorismo. Aproveite e mergulhe de cabeça no nosso material. Também aproveite e dê uma olhadinha no Guia Estratégico de Marketing Digital para Pequenos Negócios.

* Marcelo Sales é criador do blog O Cara do Marketing, com ampla bagagem no universo da comunicação, do design e do marketing.

** Post publicado originalmente em O Cara do Marketing

Deixe uma resposta