Ikebana: o coworking do Vila Flores

O Ikebana é um coworking que eu conheci bem por acaso. Um dia, também por acaso, acabei indo até o Vila Flores espiar um bici café que vai abrir lá (olha a dica) e ouvi alguém comentando sobre as iniciativas que hoje ocupam o complexo arquitetônico, incluídas aí o tal do coworking. Não pensei duas vezes antes de falar com a Marcia e combinarmos uma visita ao espaço localizado no Bairro Floresta em Porto Alegre.

Antes de mais nada, é preciso falar um pouquinho sobre o Vila Flores. Formado por três edificações e um pátio, o conjunto foi construído entre 1925 e 1928 e abrigou casas de aluguel para operários na época da industrialização da cidade.

Abandonado por um bom tempo, o local começou a ser restaurado em 2012 e hoje sedia uma série de empreendimentos criativos. Essa verdadeira comunidade, formada pelos residentes do espaço, é um dos motivos que fazem do Ikebana uma boa opção quando o assunto é espaço de trabalho compartilhado.

Aconchegante e versátil

O Ikebana abriu as portas em abril deste ano, ocupando parte do sótão do prédio da Rua Hoffmann. Segundo a idealizadora do empreendimento, Karin Yuki Lopes, a escolha por instalar o coworking no local tem a ver com uma questão de afinidade. “O Vila Flores é um projeto apaixonante, feito por pessoas maravilhosas, cuja filosofia e valores vão ao encontro dos meus”, explica.

coworking do vila flores 4

Fachada do prédio da Rua Hoffmann / Via

O espaço tem capacidade para abrigar até 25 pessoas, não é muito grande, mas é bem versátil e aconchegante: as estações de trabalho estão localizadas próximo das paredes e basta arredar o sofá para transformar o local em um ótimo ambiente para realizar palestras, workshops e outros eventos.

O ambiente do coworking é mais do que propício ao networking: além dos próprios coworkers, quem opta por trabalhar no Ikebana também tem a possibilidade de interagir com os demais residentes do Vila Flores. Só nó sótão, por exemplo, existem outras seis iniciativas ocupando o espaço.

Existe ainda uma terceira esfera de conexão, estabelecida com a comunidade: todas as terças-feiras o Vila Flores abre as suas portas para quem quiser visitar o complexo e conhecer cada um dos negócios que estão estabelecidos alí dentro. Além disso, a agenda de eventos do complexo arquitetônico é bem movimentada: volta e meia o pátio vira palco de feiras, como o Junção Makers – e debates, a exemplo do Conexões Globais.

Planos e valores

O coworking do Vila Flores tem planos para todos os gostos e bolsos. É possível passar um dia no Ikebana pagando R$ 5 a hora, fechar um mês por R$ 550 ou ainda adquirir um plano de seis meses por R$ 450 mensais. O pessoal do Ikebana é super simpático e acessível e se você quiser conhecer o espaço ou talvez realizar um evento lá é só entrar em contato pelo site.

Vai lá:
Ikebana Coworking
Vila Flores
Rua Hoffman, 447
Porto Alegre / RS

1 Comments

  1. O Ikebana realmente é o melhor coworking que conheço!

Deixe uma resposta