Derrubando 5 mitos do trabalho remoto

HOM - Home Office Management 2

Não é nenhum segredo que o home office está em alta e que grandes e pequenas empresas estão apostando em opções de trabalho flexível. Em muitos casos, a localização do funcionário não é o mais importante e é possível morar na sua cidade preferida sem sacrificar a carreira.

Se você está pensando em abandonar o deslocamento diário, viajar pelo mundo ou se mudar para um lugar com custo de vida mais baixo, o trabalho remoto pode ser ideal! Por isso vamos falar sobre cinco mitos sobre esse formato de trabalho levantados pelo Huffington Post.

Mito 1: trabalhar em casa é uma maneira fácil de ganhar dinheiro

Você certamente já viu vários anúncios atrativos dizendo que você pode “fazer dinheiro facilmente sem sair de casa”. Eles geralmente são acompanhados de descrições como: sem trabalhar, sem fazer nada. Enfim, fuja desse tipo de proposta!

A verdade é que uma posição de trabalho remoto exige trabalho sério e duro, como qualquer outro. Você terá responsabilidades e um chefe conferindo suas atividades. É preciso andar na linha.

Mito 2: conseguir uma vaga para um trabalho remoto é igual ao método tradicional

É comum as pessoas comentarem que mandaram currículos para vagas remotas e não tiveram nenhuma resposta. O que acontece? É o seguinte: quando você tenta uma vaga de trabalho remoto, sua postura precisa ser diferente.

Para um trabalho virtual, é muito útil que você construa uma marca pessoal, seja ativo nas redes sociais e discuta sobre os assuntos da sua área. Também é essencial criar um portfolio e aprender a ser muito assertivo na hora de enviar uma mensagem que chame atenção do recrutador.

As entrevistas também são diferentes. Não é raro você passar por duas ou três entrevistas enquanto concorre a uma vaga de trabalho remoto. Algumas vezes, você é contratado por um período de teste antes da decisão final. É preciso ser flexível.

Mito 3: é mais difícil para um funcionário remoto ser promovido

O pensamento que alimenta esse mito é: o funcionário remoto não encontra o chefe regularmente, então ele não sabe se você está se esforçando e fazendo um bom trabalho.

As empresas que apostam no trabalho remoto tem métodos específicos para acompanhar os resultados dos projetos desenvolvidos por equipes remotas e formas bem eficiente de medir o desempenho de cada um. Seu resultado será avaliado e você certamente será promovido se estiver fazendo um bom trabalho.

Mito 4: suas horas de trabalho precisam ser simultâneas ao resto da equipe

Se você trabalha em empresas, é comum ter alguns horários fixos definidos para a reunião de equipe. Fora desse período, você pode definir qual é o melhor horário para trabalhar, sempre de acordo com a sua carga horária. Quem trabalha como freelancer pode se ajustar mais facilmente, optando inclusive por trabalhar durante a madrugada ou no fim de semana para ficar com um dia útil livre para afazeres pessoais.

Mito 5: trabalho remoto é sombrio e solitário

Não estamos dizendo que ninguém no mundo se sentiu solitário no trabalho remoto. Se você deixa de frequentar o escritório diariamente, é claro que vai perder algumas interações.
Os brasileiros realmente sentem uma necessidade maior de estar em contato com outras pessoas, por isso o ideal é começar aos poucos. Experimente trabalhar em casa um ou dois dias por semana. Deixe para essas ocasiões tarefas mais densas e que precisam de mais concentração. Nesses casos, o isolamento pode fazer você ser muito mais produtivo.

HOM - Home Office Management