Mappa: curadoria de conhecimento para sair da bolha

Mappa

A história da Inesplorato (empresa responsável pelo Mappa) começou lá em 2010, com uma proposta de entregar uma curadoria de conteúdo muito exclusiva e totalmente analógica. A equipe fazia uma entrevista super profunda com os clientes e depois passava um tempo pensando e pesquisando conteúdos que seriam bacanas para aquela pessoa.

Mas não estamos falando apenas de conteúdos relevantes para o trabalho profissional. Estamos falando de qualquer tipo de conteúdo que possa ser legal e fazer diferença na vida. A entrega geralmente era feita com uma caixa cheia de livros, textos, DVDs, CDs. Cada elemento chegava até o cliente com um bilhetinho do curador, contando a razão pela qual ele estava na caixa.

Sete anos depois a Inesplorato conseguiu achar um jeito de tornar essa curadoria de conteúdo escalável e chegar em muito mais gente. E foi com o lançamento do Mappa.cc  que eles conseguiram isso. O Mappa já estava em fase beta há algum tempo e o lançamento oficial foi no dia 14 de outubro. Eu já tinha ouvido falar da Inesplorato, mas foi em uma palestra de lançamento na semana passada que entendi melhor como tudo funcionava.

Como funciona

Eu já me cadastrei, mas ainda não tive tempo de explorar completamente a ferramenta. Então vou contar como funciona e como são os primeiros passos. A ideia é que você faça o cadastro e responda um questionário – que equivale aquela entrevista que eles faziam com o cliente lá no começo. Obviamente o ideal é que você seja o mais honesto possível, afinal de contas, não é nenhum teste de certo ou errado. E a partir de todas as suas respostas, o Mappa guia você por uma trilha de conteúdos previamente selecionados e que a plataforma entende que é ideal para você. Os vídeos, por exemplo, podem estar na Netflix ou Vimeo, então fica tudo conectado mesmo.

Por enquanto os primeiros três meses são gratuitos e depois o custo é de R$ 10,00. É legal ressaltar que a plataforma é 100% brasileira. Não é uma cópia, uma tradução ou uma adaptação de alguma ideia gringa já existente.

Como falei, ainda estou no começo. Assisti só o primeiro conteúdo sugerido, mas já foi um belo motivo para reflexão. Achei uma ótima alternativa para que a gente saia um pouco da nossa bolha. Especialmente quem trabalha com home office, corre o risco de ficar preso aos mesmos assuntos, mesmos hábitos, mesmas opiniões. Na minha opinião, acabamos convivendo menos com quem é diferente da gente e essa falta de “socialização” pode deixar a gente focado demais nas mesmas coisas.

Se alguém resolver experimentar a ferramenta, lembra de voltar aqui pra contar se a experiência foi bacana.

Clique aqui para conhecer o Mappa.

Aqui tem uma matéria do Draft contando um pouco mais da história da Inesplorato.

 

 

  • Everton

    O site é pago. Até aí tudo bem.
    Mas não tem opção de cancelamento em nenhum lugar no site. Que bela armadilha: vc se cadastra, dá seus dados do cartão e depois não consegue cancelar nunca mais.

    • Anônimo

      Tem um menu para cancelar no menu ‘Conta’ (ou ‘Account’ no painel em inglês).