3 habilidades que os líderes vão precisar em 2017

É clichê dizer que “este ano é diferente”. Mas eu acho que a maioria vai concordar que sim, este ano é realmente diferente. E não são apenas todas as mudanças políticas e sociais que enfrentamos. As empresas também vão ver muitas mudanças, especialmente quando se trata de funcionários. E para atravessar com sucesso todas essas disrupções, os líderes vão precisar de algumas novas habilidades de liderança.

Por isso Mark Murphy (renomado autor americano na área de liderança organizacional) listou em um artigo da revista Forbes três habilidades essenciais para os líderes de 2017.

Mantenha a avaliação de desempenho

Recentemente discutiu-se muito nos setores de RH sobre manter ou abandonar as avaliações de desempenho anuais. Algumas grandes empresas acabaram com esse ritual, mas o debate ainda não está encerrado. O problema é que nesse meio tempo, se perdeu o costume de dar um bom feedback ao seu funcionário.

Uma pesquisa realizada por Mark Murphy com mais de 30 mil funcionários mostrou que apenas 29% sabe como está a performance. Os outros 71% disseram que nunca sabem ou apenas às vezes.

Então não importa se você vai escolher manter ou abandonar a avaliação de desempenho anual. O que importa é que seus funcionários precisam saber se estão ou não fazendo um bom trabalho.

Saiba gerenciar uma força de trabalho cada vez mais remota e virtual

Existem muitas vantagens em absorver trabalhadores remotos, incluindo o fato de você ter acesso a talentos que podem não estar disponíveis em seu mercado local. É verdade que por enquanto existem muitos setores que ainda não podem assumir esse formato. Mas já não é tão difícil empregar um grupo de programadores ou analistas de dados de forma remota, por exemplo.

Mas há uma razão ainda maior para as empresas acompanharem o aumento dos seus funcionário “virtuais”: os dados mostram que as pessoas estão mais felizes quando trabalham remotamente!

Vocês sabia que apenas 24% das pessoas que trabalham em escritórios formais amam o que fazem? E que esse número sobe para 45% quando a entrevista é feita com funcionários que adotaram o teletrabalho?

Por isso o líder de 2017 precisa saber como gerenciar equipes remotas e virtuais como ninguém! Criar métodos, fazer teste e conversar muito com o time para saber o que está funcionando ou não. Essa habilidade será fundamental para reter grandes talentos.

Conduza conversas difíceis com leveza

Em tempos de muitas mudanças, as pessoas costumam ficar muito mais sensíveis e emotivas, o que pode tornar sua tarefa de dar feedback ou fazer críticas construtivas, por exemplo, muito mais difícil.

Em um mundo ideal, você poderia dar um tempo para o funcionário descansar e deixar conversar duras para depois, mas nem sempre isso é possível. Muitas vezes é a decisão do mês para o seu negócio e você precisa do empenho do seu colaborador.

Portanto, não seja um líder que tem medo de críticas construtivas e conversas difíceis. Mas seja um líder sensível o suficiente para motivar seu funcionário para que ele se empenho nesse projeto junto com você.

No fim das contas, esse ano vai ser realmente diferente. A má notícia é que os gerentes precisarão de novas habilidades para prosperar. A boa notícia é que os líderes que desenvolvem essas novas habilidades estarão muito à frente da concorrência.

* Com informações da Forbes

** Esse post faz parte da parceria entre a HOM e o Adoro Home Office.

trabalhe em casa

  • Daniel Cardoso

    Concordo Márcia. Investir em gestão de pessoas é um ótimo diferencial. A gestão de tecnologia da informação não é apenas máquinas e programas.