Trabalho remoto funciona. E temos dados para provar

Há um mito que os trabalhadores remotos são preguiçosos e menos produtivos, mas uma nova pesquisa global de mais de 25 mil pessoas sugere o contrário (e reforça o que a gente já vem dizendo faz tempo).

Nos últimos anos o Yahoo, e recentemente a IBM causaram tumulto ao anunciar que o modelo trabalho remoto seria encerrado. Um estudo feito pela Polycom chamado de “A mudança do trabalho no mundo: uma pesquisa global”, trouxe duas verdades que não podem ser ignoradas pelos líderes:

1 – Flexibilidade é o novo padrão.

2 – Trabalho remoto é sobre produtividade e felicidade.

Vamos ao primeiro ponto. Flexibilidade é o novo padrão! Podemos chamar de trabalho remoto, horário flexível, modelo misto, não importa o nome. O que importa é que apenas 23% dos funcionários entrevistados disseram que não possuem algum tipo de flexibilidade no horário. 32% disseram que trabalham nesse formato alternativo frequentemente e 29% de tempos em tempos. Mais impressionante ainda: 3/4 dos entrevistados disse que trabalha com pelo menos uma pessoa que não está alocada no mesmo escritório regularmente.

É claro que só o aumento da flexibilização dos horários não prova seu valor, mas se mostra como um padrão dominante e uma expectativa entre os trabalhadores. Esse é um ponto importante para indústrias competitivas, onde o talento é crucial para a inovação e sucesso.

Agora sobre o segundo ponto. Produtividade e felicidade. Esse é um tema que abordamos por aqui recorrentemente, mas nunca nos cansamos de trazer provas.

Quanto ao valor do trabalho remoto, três benefícios se destacaram. Primeiro foi o controle, ou seja, “a escolha de assumir o controle do seu equilíbrio entre trabalho e vida”. 70% dos entrevistados identificaram esta como a maior vantagem.

Em segundo lugar temos a produtividade. Na verdade, tanto o segundo como o terceiro benefícios giram em torno da produtividade: “Você pode trabalhar em qualquer lugar para ser mais produtivo” (64%) e “Você pode cuidar de crianças e ainda trabalhar de forma produtiva” (37%). Outros benefícios incluíram tempo para desfrutar de exercícios e hobbies (33%) e evitar o estresse do trânsito (26 %).

O que é importante ver é como as opções sobre felicidade, produtividade e trabalho remoto completam e estão sempre juntas. Se quiser conferir a pesquisa na íntegra, é só clicar aqui.

* Esse post faz parte da parceira entre a HOM e o Adoro Home Office. A HOM é uma empresa especializada em ajudar organizações a implantarem e gerenciarem novos modelos de trabalho a distância. Clique aqui para saber mais.

trabalhe em casa

Salvar