Home office não é dinheiro fácil sem sair de casa

capahomeoffice_dinheiro

Na última semana me perguntei muito sobre os rumos do home office no Brasil. Tanto que resolvi compartilhar um pensamento aqui com vocês. Eu percebi que, embora no meu universo o modelo já seja razoavelmente aceito, isso talvez não seja uma realidade em grande escala. Observei que a maioria das pessoas que fazem home office ou são freelancers e trabalham de forma autônoma ou trabalham em empresas multinacionais que trouxeram a experiência do trabalho remoto e do home office implantada em outros países.

Mas empresas brasileiras mesmo, apostando nesse novo formato, apostando nos benefícios que a gente tanto fala, apostando em deixar o funcionário livre, não vejo muito. Há alguns exemplos de companhias que estão investindo e montando um plano de home office, como a ZAP e vários órgãos públicos, mas o modelo está longe de ser reconhecido e facilmente aceito.

Cruzando essas informações com as mensagens e comentários que recebo no blog todos os dias, cheguei a uma conclusão. Muita gente ainda acha que HOME OFFICE significa ganhar dinheiro fácil, sem sair de casa. E não é a toa. A Internet está repleta desses anúncios (enganosos na maioria das vezes), que promete muito dinheiro em poucas horas de trabalho, usando seu próprio notebook, sem precisar nem sair da CAMA. Isso faz com que as pessoas achem que home office é um jeito de ganhar dinheiro sem trabalhar, ou sem esforço, ou de um jeito mágico.

Amigos, para ganhar dinheiro sem trabalhar, só ganhando na loteria!

Home office é um formato de trabalho remoto. Nesse formato você não precisa estar o tempo todo no escritório para produzir. Home office é quando você trabalha, fazendo aquilo que você faz sempre, só que na sua casa. Para algumas profissões, como designers, jornalistas, programadores, publicitários, arquitetos, contadores e advogados, é mais fácil trabalhar em casa.  Tem também o pessoal do telemarketing, que muitas vezes faz home office.

O importante é você analisar se esse formato se encaixa no que você faz, na sua profissão. Ou se existe alguma possibilidade de mudar de profissão para que o trabalho remoto seja possível. Ou ainda encontrar um emprego em uma empresa que ofereça essa possibilidade de horários flexíveis (algo que ainda não é muito popular no Brasil).

Sei que a proposta de trabalho remoto pode parecer muito tentadora, especialmente quando ela vem associada a essa ideia de que é apenas ganhar dinheiro sem sair de casa. Mas eu vou repetir aqui, pra ver se a gente consegue começar uma mudança de pensamento: duvide sempre umas MIL vezes dessas vagas que oferecem grana fácil. 99% das vezes você está entrando em uma roubada.

Esse é um anúncio desses tantos que existem por aí. Tem até erro de português.

E lembre-se sempre: trabalhar em casa ainda é TRABALHO! Não é mais fácil, não é mais simples, não é menos importante. Você precisa ter disciplina e dedicação para que o resultado venha. Se você já faz home office no Brasil, me ajude a engrossar esse time e mostrar que isso é coisa séria. É muito mais do que trabalhar de pijama e pantufas no sofá da sala.

E aí? Qual a sua opinião sobre o assunto?

Quer saber mais sobre trabalho remoto e home office?

Apoie o Adoro Home Office.

Então curta nossa página.

Participe do nosso grupo no Facebook.

Receba novos posts por email.

Siga o @adorohomeoffice no Twitter.

Use a hashtag #adorohomeoffice no Instagram.

Compre nossos produtos na Lojinha.

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar