Buffer: abandonou o escritório e apostou no trabalho remoto

Uma empresa de social media canadense, a Buffer, tinha um escritório tradicional até perceber que quase nenhum de seus funcionários trabalhava por lá.

A maioria das pessoas que trabalhavam na empresa escolheram fazer o trabalho remotamente, em casa ou em cafeterias, no Canadá ou em qualquer lugar do mundo. Então, ainda em 2015, a empresa fechou o escritório e apostou exclusivamente no trabalho remoto.

Para a coordenadora de RP da empresa, Hailley Griffis, isso aumentou o nível de felicidade da equipe, que agora pode trabalhar mais perto da família ou em um ambiente alternativo. A própria RP, que chegou a trabalhar na sede da empresa em São Francisco, diz que agora consegue estar mais perto da família, que mora no Canadá.

Hailley costuma encontrar cada um dos colaboradores presencialmente a cada seis meses e uma vez por ano a empresa organiza uma espécie de retiro com os funcionários, cada vez em uma cidade diferente. Nesse ano a cidade escolhida foi Madri.

Ao fechar o escritório, a Buffer economizou mais de 7 mil dólares por mês. Além disso, com funcionários espalhados pelo mundo todo, a empresa consegue oferecer suporte 24 horas aos seus clientes, sem precisar deixar funcionários fazendo plantão noturno.

A empresa ainda tem um endereço empresarial nos Estados Unidos, já que como toda empresa, ainda precisa receber algumas correspondências. Para solucionar esse problema, a Buffer mantém uma caixa postal em São Francisco, e todas as correspondências são fotografas e enviadas para o departamento de RH como um arquivo digital.

Identificou algumas ações que podem ser aplicadas na sua empresa aqui no Brasil? Está com receio ou dificuldade de começar esse movimento de flexibilização? Entre em contato com a HOM, nossa parceria que pode ajudar você nesse novo desafio.

* Esse post faz parte da parceira entre a HOM e o Adoro Home Office

trabalhe em casa

 

Salvar

Deixe uma resposta