Modo workaholic das agências repele novas gerações

agências workaholic

A Meio e Mensagem publicou um material muito atual sobre a realidade das agências de publicidade e a falta de adesão dos funcionários ao estilo workaholic/madrugada com pizzas na agência.

Na minha opinião é justamente esse hábito que tem feito muita gente boa sair desse mercado tradicional e ir em busca de opções alternativas. Oferecer serviços especializados, adotar o modo freelance, dar atenção aos projetos paralelos e até abandonar a comunicação.

Já passou na hora dos grandes players darem uma repaginada no formato de trabalho das agências, não acha?

Segue abaixo alguns trechos da matéria. Recomendo que você confira na íntegra clicando aqui.

Claudio Neszlinger, chief talent officer da Dentsu Aegis Network, afirma que as agências vão ter que passar por um processo de reconstrução, gerando as estruturas físicas e organizacionais para que novos modelos de trabalho produtivo possam florescer.

 

A solução passa por empresas lidarem com essa expectativa, possibilitando o home office e exercitando uma confiança maior. Essa coisa de atravessar a cidade para chegar ao escritório e fazer uma reunião de meia hora nem faz sentido mais.

 

O gap geracional é bastante visível, de acordo com Ana Castelo Branco, diretora de criação da DM9DDB. Para o jovem aspirante ao universo publicitário, ter um propósito em cada job é quase um requisito, o que nem sempre é possível no dia a dia.

 

E aí? O que você pensa sobre esse assunto? Deixe sua opinião nos comentários.

 

Quer saber mais sobre home office e trabalho remoto?

Apoie o Adoro Home Office.

Então curta nossa página.

Participe do nosso grupo no Facebook.

Receba novos posts por email.

Siga o @adorohomeoffice no Twitter.

Use a hashtag #adorohomeoffice no Instagram.

Compre nossos produtos na Lojinha.