Empresas que apostam no trabalho remoto diminuem o turnover em 25%

Funcionários são mais leais quando podem trabalhar remotamente. Esse é o maior destaque da nova pesquisa realizada pelas empresas Owl Labs e TINYPulse.

De acordo com a Owl Labs, a pesquisa é a primeira a analisar o impacto do trabalho remoto na retenção de funcionários e na relação entre colaborador e gerência. Para conferir os dados na íntegra, é só clicar aqui.

A grande descoberta dessa pesquisa é que as empresas que permitem o trabalho remoto tem um percentual de turnover 25% menor do que aquelas que não têm o formato alternativo. Isso acaba com a ideia de que a fidelidade do funcionário estava relacionada a sua presença diária no escritório.

A pesquisa também perguntou aos funcionários que não fazem trabalho remoto se eles gostariam de trabalhar fora do escritório pelo menos uma vez por mês. Sem nenhuma surpresa, 65% responderam que sim. Entre os funcionários que não demonstraram interesse pelo trabalho remoto, 57% disseram que a função não permitiria tal flexibilidade.

O apelo do trabalho remoto para os empregadores tem variado na última década. No Vale do Silício, muitas empresas insistiam nas vantagens de uma cultura forte de escritório. Em 2013, a CEO do Yahoo trouxe os funcionários de volta para o escritório. Facebook, Google e Apple também faziam parte do time que apostam em deixar os funcionários sempre por perto.

Recentemente, duas gigantes americanas, Disney e Apple, abriram vagas para trabalho remoto, mostrando que nunca é tarde para rever conceitos e apostar no novo.

De acordo com o estudo Global Workplace Analytics, cerca de 50% da força de trabalho dos Estados Unidos já tem um trabalho que pode ser realizado remotamente. A tecnologia oferecida pela internet é um dos principais impulsionadores dessa tendência. E indícios fortes mostram que novas tecnologias podem surgir e aumentar ainda mais a curva ascendente do trabalho remoto.

Com a alta demanda de empregos na área da tecnologia, por exemplo, e a escassez de desenvolvedores locais qualificados, as empresas estão cada vez mais apostando em uma força de trabalho distribuída pelo mundo todo.

Mas nem tudo são flores! A pesquisa também apontou que muitos trabalhadores remotos não sentem o mesmo apoio de gestão e orientação profissionais que os colegas do escritório. Por isso o gerente da equipe precisa estar muito bem preparado e treinado para conduzir os colaboradores mesmo a distância.

trabalhe em casa

Salvar