Home office é opção para 55% dos trabalhadores corporativos no Brasil

O home office é uma prática que vem ganhando espaço no Brasil e que deve crescer ainda mais com a mudança na legislação trabalhista. 55% das pessoas por aqui fazem pelo menos um dia de home office por semana, de acordo com uma pesquisa realizada pelo Spaces – espaço de trabalho flexível original de Amsterdã, que inaugurou sua primeira unidade no Brasil em junho. A pesquisa foi realizada previamente à chegada da empresa ao Brasil.

Mesmo assim, o home office pode ser um desafio, pois é necessário adaptar o trabalho à rotina da casa. “Nem sempre a pessoa possui a estrutura ou o ambiente necessários para trabalhar de casa todos os dias, o tempo todo. Por exemplo, poucas pessoas têm um espaço propício para uma reunião em casa. Sem contar que existe a questão das outras pessoas que vivem no local, filhos, etc., que podem interromper momentos de trabalho importantes”, comenta Otávio Cavalcanti, diretor do Spaces no Brasil. “Por isso, temos visto que o trabalho remoto tem sido acompanhado, também, de um crescimento na oferta de espaços de coworkings, por exemplo”, acrescenta.

Desafios do Home Office

A demanda por atenção da família é um desafio para 43% das pessoas, enquanto os barulhos da casa, como máquinas de lavar e campainhas, se mostram um incômodo para 40% das pessoas. Outros pontos também podem se tornar empecilhos, como a questão da tecnologia.

Trabalho remoto

Para facilitar, muitas pessoas transformam o home office em trabalho remoto, escolhendo outros espaços – 43% dos respondentes brasileiros afirma que, quando trabalham remotamente, escolhem outro ponto da mesma cidade em que funciona o escritório da empresa; 13% deles escolhem locais que ficam no máximo a 20 minutos de suas casas.

Coworking

Globalmente, 7% dos respondentes indicaram escolher espaços de coworking para o trabalho remoto. No Brasil, esse número é mais alto – são 13%. Isso porque, além de oferecerem toda a estrutura de um escritório, de acordo com 57% das pessoas, espaços de negócios (como coworkings) são a chave para networking e socialização e, para 56%, esse tipo de espaço ajuda a manter a produtividade.

“Espaços coletivos de trabalho oferecem um combo: toda a estrutura do escritório, perto de casa e com muitas oportunidades de conhecer novas pessoas, que podem vir a se tornar parceiros de negócios. É claro que trabalhar de casa é uma vantagem, mas nem sempre o ambiente de casa é o ideal para todos os momentos. E, para esses momentos, os coworkings podem ser ótimas opções. Temos certeza de que é uma tendência que deve crescer muito ainda”, finaliza Cavalcanti.

Sobre a pesquisa

O estudo foi realizado pelo Spaces, com 20 mil profissionais em todo o mundo, sendo 900 profissionais do Brasil, de diversos setores: consultoria e serviços, utilities, tecnologia, entre outros.

Quer saber mais sobre trabalho remoto e home office?

Apoie o Adoro Home Office.

Então curta nossa página.

Participe do nosso grupo no Facebook.

Receba novos posts por email.

Siga o @adorohomeoffice no Twitter.

Use a hashtag #adorohomeoffice no Instagram.

Compre nossos produtos na Lojinha.