Dynatrace completa 20 meses de sistema home office com economia de 75%

A Dynatrace, líder mundial em soluções de Gerenciamento de Performance Digital, completa 20 meses da implantação do sistema de trabalho home office. A companhia foi uma das primeiras a adotar esse formato no Brasil de forma integral. A prática foi implementada em todas as suas áreas de atuação, incluindo os setores de Recursos Humanos (RH), Marketing e Financeiro, o que possibilitou uma economia de até 75% à empresa.

Com o home office, foi possível diminuir as despesas com aluguel de grandes espaços, limpeza, luz e água, entre outros gastos. A nova forma de trabalho também melhorou a qualidade de vida dos colaboradores, que perdiam até quatro horas por dia para ir ao trabalho e voltar para casa. Segundo Eliana Aguiar, Gerente de RH da Dynatrace, houve um processo gradual para chegar aos resultados atuais. O projeto-piloto começou em 2013 com poucos funcionários selecionados e apenas dois dias de trabalho remoto.

“Não realizamos a migração completa logo no início pois é uma mudança cultural muito forte. Antes de modificar totalmente o modelo de trabalho, contratamos uma consultoria para saber se todos os colaboradores estavam aptos a cumprir suas tarefas em casa. Ao longo desses quatro anos, fomos ampliando a proposta de forma progressiva até chegarmos à jornada integral há pouco mais de um ano e meio. Os funcionários ainda vão ao escritório, mas de uma a duas vezes por semana apenas, e em dias alternados somente quando necessário”, explica Eliana.

Nada mudou em relação à jornada de trabalho e às atividades que cada equipe desempenha. Para o trabalho remoto, a Dynatrace ofereceu a cada colaborador celular, notebook e Internet. Além desse kit básico, a empresa arcou com necessidades e equipamentos específicos como cadeira ergonômica e climatizador. O controle da jornada de trabalho é feito por GPS e o funcionário pode acessá-lo pelo computador ou celular.

Eliana afirma que a proposta agradou a todos os funcionários. No início, surgiram algumas dúvidas por conta da falta de interação social. Porém, com o passar dos meses, as equipes perceberam que a tecnologia possibilita que todos se vejam e conversem diariamente. “Temos muitos recursos tecnológicos que permitem essa interação, como chats e Skype. A única diferença é a ausência de contato físico, que se resolve combinando algum encontro geral com todos os colaboradores. A qualidade de vida de cada um aumentou, refletindo na vida profissional e pessoal também. Com isso, a empresa conquistou um clima melhor de trabalho, além da economia de despesas”, avalia a Gerente de RH da Dynatrace.