Café virtual: novidade para socializar no trabalho remoto

Sem um escritório, como é que os encontros aleatórios que conectam pessoas e grandes ideias podem acontecer? A resposta mais simplória é: não podem. E é olhando apenas para isso que muitas empresas acabam inclusive chamando os funcionários de volta para o escritório, com a desculpa de que o trabalho remoto não traz inovação.

Mas a experiência da GitLab mostra algo bem diferente disso. A empresa achou um jeito de fazer isso tudo funcionar. Eles já apostam no “remote only” há dois anos, desde que acabaram com a sede do escritório em San Francisco e apostaram em uma equipe distribuída em mais de 39 países diferentes.

Para eles, as interações cara a cara são, sem dúvida, ainda mais importantes em um ambiente remoto, pois podem ajudar a evitar potenciais burnout e problemas por isolamento. Por isso deram um jeito de replicar os benefícios das brincadeiras no escritório e manter a camaradagem sempre em dia.

Intervalo de café virtual

Um desses métodos é o “intervalo de café virtual”. Como funciona? São chamadas de vídeo que nossos membros da equipe usam para fazer pausas e socializar. Encorajamos os trabalhadores a dedicarem algumas horas a cada semana a essas chamadas, o que é comparável ao tempo em que alguém trabalhando em um escritório pode passar conversando enquanto caminhava para reuniões, buscando café na sala de descanso ou almoçando pessoalmente.

Eles também criam oportunidades sociais todos os dias, incentivando que um grupo diferente de membros da equipe todos os dias faça uma call para compartilhar o que têm feito fora do trabalho. Ao longo dos anos, o time cria vínculo o suficiente para celebrar novos compromissos, metas de fitness e outros eventos de vida dos outros colegas.

Então, ao invés de menos interações sociais, a GitLab tem muito mais agora que é 100% remota. Eles fazem questão dessa socialização durante o trabalho e também providenciam encontros presenciais eventualmente, para fortalecer ainda mais a ligação.

Isso fica tão orgânico que muitas vezes os próprios funcionários organizam viagem e encontros por conta própria. Vale lembrar que eles podem inclusive viajar juntos enquanto trabalham, já que não precisam estar em um escritório fixo.

E você, já pensou em como criar métodos de envolvimento para os funcionários que trabalham remotamente na sua empresa?

* Esse post faz parte da parceira entre a HOM e o Adoro Home Office.

trabalhe em casa